Segurança em Equipamentos de Trabalho - Diretiva Equipamentos de Trabalho - Ed. 1

OBJETIVOS

No final da ação os formandos deverão ser capazes de:

 

  1. Conhecer as implicações do Decreto-lei n.º 50/2005 e despoletar na organização todas as ações necessárias para o seu cumprimento;

  2. Estabelecer procedimentos e planos de atuação que levem à melhoria das condições de segurança dos equipamentos de trabalho;

  3. Despoletar as ações corretivas necessárias de modo a garantir a total conformidade dos equipamentos com o Decreto-lei n.º 50/2005;

  4. Definir procedimentos para a realização de Verificações periódicas.

 

DESTINATÁRIOS

 

Responsáveis de processo, manutenção e segurança. Técnicos e Técnicos Superiores de SST e outros profissionais com responsabilidades ao nível da SST.

 

PROGRAMA

ENQUADRAMENTO LEGISLATIVO

- Legislação de máquinas e equipamentos – o Decreto-lei 50/2005 e os demais diploma referenciais normativos

- Implicações legais

REQUISITOS MÍNIMOS DE SEGURANÇA

- O que analisar num equipamento em utilização

- Como implementar as alterações necessárias

VERIFICAÇÕES INICIAIS PERIODICAS E EXCEPCIONAIS

- Responsabilidade na realização das verificações

- Listas de verificação

- Resultado da verificação

Casos práticos aplicáveis a Máquinas, Ferramentas e Equipamentos

ORGANIZAÇÃO DA FORMAÇÃO

Formação Presencial

METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO

Avaliação contínua, através de indicadores como participação, interesse demonstrado, capacidade de aprendizagem. Provas e/ou trabalhos propostos pelo formador e realizados no decorrer da formação.

DATAS DA FORMAÇÃO

Ed. 1 - 13 e 14 de julho de 2017

Ed. 2 - 28 e 29 de novembro de 2017

CARGA HORÁRIA | HORÁRIO | LOCAL

14 Horas | Das 09:30 às 17:30 | CATIM Porto

PREÇO

Sócio CATIM – 168€ |Sócio AIMMAP – 189€ | Não sócio - 210€

Formação Isenta de IVA

 

Duração/Local: 
14 Horas | Porto
Horário: 
Laboral
Data: 
Quinta, 13 Julho, 2017 até Sexta, 14 Julho, 2017

Missão

O CATIM, centro de apoio tecnológico à indústria metalomecânica é uma instituição privada de utilidade pública sem fins lucrativos, que resultou da associação de interesses, de empresas industriais e respectivas associações com organismos públicos.

Foi criado no âmbito do Decreto-Lei n.º 249/86 de 25 de Agosto, com as alterações que lhe foram introduzidas pelo D.L. 312/95 de 29 de Novembro e registado como Instituição de Utilidade Pública, conforme publicação no Diário da República n.º 15, II série de 87-01-19, na Conservatória do Registo Comercial do Porto, Matricula N.º 2, detentor do número de contribuinte n.º 501 630 473.

 A sua Missão é a de contribuir para a inovação e competitividade das indústrias nacionais da metalomecânica e sectores afins ou complementares.

 

 

Serviços

da indústria para a indústria

Catim