Ensaios Laboratoriais de Corrosão

OBJETIVOS

No final da ação os formados estarão aptos a:

Conhecer os diferentes tipos de corrosão;

Conhecer diversos ensaios laboratoriais de corrosão e respectivos métodos de avaliação da corrosão;

Reconhecer os principais factores que afectam os resultados destes ensaios;

Perceber a utilidade da realização de ensaios laboratoriais de corrosão.

DESTINATÁRIOS

Responsáveis da qualidade, engenheiros de produção e técnicos de laboratório de ensaios de empresas metalúrgicas diversas.

PROGRAMA

TIPOS DE CORROSÃO EM AÇOS

- Corrosão Uniforme

- Corrosão Intersticial e em fendas

- Corrosão Galvânica

- Corrosão Intergranular

- Corrosão Por picadas

- Corrosão Sob tensão

- Corrosão Com fadiga

- Corrosão Induzida pelo Hidrogénio

- Corrosão-Erosão

ENSAIOS LABORATORIAIS DE CORROSÃO

- ASTM B117 / EN ISO 9227 - Ensaio de nevoeiro salino para determinação da resistência à corrosão de materiais e seus revestimentos

- ASTM G48 / ASTM A923-C - Determinação da resistência à corrosão localizada dos aços inoxidáveis, quando expostos a ambientes oxidantes contendo cloretos

- ASTM A262 / EN ISO 3651 - Deteção da suscetibilidade ao ataque intergranular em aços inoxidáveis

ORGANIZAÇÃO DA FORMAÇÃO

Formação Presencial

METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO

Avaliação contínua, através de indicadores como participação, interesse demonstrado, capacidade de aprendizagem. Provas e/ou trabalhos propostos pelo formador e realizados no decorrer da formação.

DATAS DA FORMAÇÃO | LOCAL

19 de setembro de 2017

CARGA HORÁRIA | HORÁRIO

8 Horas | Das 09:00 às 18:00 | CATIM – Porto

PREÇO

Sócio CATIM – 136€ | Sócio AIMMAP – 153€ | Não sócio 170€

Formação Isenta de IVA

Duração/Local: 
8 Horas | Porto
Horário: 
Laboral
Data: 
Terça, 19 Setembro, 2017

Missão

O CATIM, centro de apoio tecnológico à indústria metalomecânica é uma instituição privada de utilidade pública sem fins lucrativos, que resultou da associação de interesses, de empresas industriais e respectivas associações com organismos públicos.

Foi criado no âmbito do Decreto-Lei n.º 249/86 de 25 de Agosto, com as alterações que lhe foram introduzidas pelo D.L. 312/95 de 29 de Novembro e registado como Instituição de Utilidade Pública, conforme publicação no Diário da República n.º 15, II série de 87-01-19, na Conservatória do Registo Comercial do Porto, Matricula N.º 2, detentor do número de contribuinte n.º 501 630 473.

 A sua Missão é a de contribuir para a inovação e competitividade das indústrias nacionais da metalomecânica e sectores afins ou complementares.

 

 

Serviços

da indústria para a indústria

Catim